Os maus tratos estão com o tempo contado

maus tratos animais

Neste último domingo, dia 22 de Janeiro de 2012, em várias cidades brasileiras pudemos ver em ação militantes da luta contra maus tratos dos animais.
Em São Paulo foram cerca de 5000 pessoas participantes (segundo a Polícia Militar) e tudo se deu no centro empresarial da cidade, a famigerada Avenida Paulista.
O protesto pela crueldade e maus-tratos cometidos contra animais começou logo cedo e seguiu até a rua da Consolação, onde os militantes não só marcharam com cartazes, fantasias e vozes ao vento, mas também apontaram o dedo para algumas “caras” conhecidas por maltratarem animais.

 

Manifestações simultâneas ocorreram em outras cidades do País e até mesmo em Nova York (EUA), segundo informações do site “www.crueldadenuncamais.com.br”. Dentre os pedidos feitos estão algumas mudanças na legislação e penalização correta e efetiva para quem comete crueldades e maus tratos contra os animais.

Importante lembrar aqui que existem formas de maus-tratos não tão evidentes quanto as mais “visitadas” na internet e que são tão graves quanto. Os proprietários que abandonam seus animais em momentos de necessidade, como a doença e a velhice, merecem também algum tipo de punição.
A adoção de um animal, seja ele de raça ou não, deve ser consciente e suas conseqüências salientadas por um profissional responsável. Ter um animal não deveria ser tão fácil. Creio que um estudo sócio-econômico, nos moldes de alguns estados americanos, já ajudaria a solucionar parte do sofrimento “subliminar” de alguns amigos peludos.
A alimentação, o espaço, as atividades físicas, o local de descanso adequado e um tratamento médico em condições de doenças, são o mínimo que podemos oferecer.
A “ferramenta” eutanásia também deve ser revista e os motivos pelos quais essa decisão é tomada também! Atualmente, com os avanços da Medicina Veterinária, existem técnicas que evitam ou adiam essa decisão final com dignidade e qualidade de vida!
A Acupuntura e a Medicina Chinesa são ótimos exemplos disso! Busque informações antes de tomar uma atitude definitiva, e principalmente se dispa de alguns preconceitos humanos e entenda que eles são muito mais simples que nós!
Um grande abraço e uma ótima semana!

Compartilhe

Posts recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *