Alimentos que podem prejudicar a saúde do seu animal de estimação

alimentos que podem prejudicar a saúde dos seus animais de estimação

Há vários alimentos que não fazem bem aos nossos animais, mas que acabamos cedendo por dó ou achando que não irá causar grandes problemas. Mas é preciso ficar atento e não ceder, cuidando melhor da alimentação e da saúde dos nossos bichos de estimação.

A primeira dica vai para os donos de gatos, apesar dos senso comum, uma tigela de leite não é sempre a melhor opção para o seu felino. O organismo de cachorros e gatos não possui grandes quantidades de lactose,  dificultando a digestão do leite e derivados.

A maioria dos animais apresenta algum grau de intolerância à lactose, podendo causar náuseas, dores abdominais e diarreia. Para os que são diagnosticados por veterinários e possuem maior tolerância a lactose, o leite não gera prejuízos, mas também não substitui uma alimentação balanceada.

Outro clichê alimentício também é prejudicial, agora canino, é o osso. Os cachorros não conseguem mastigar bem os ossos, como os de galinha. Ao ingerir pedaços dos ossinhos, cães podem acabar perfurando o esôfago ou o intestino.

O ideal é optar por alimentos que simulam o formato do osso, mas são feito com carne de boi. Além de estimular a dentição em cães jovens, ajuda na limpeza do dentes. Carne crua também deve ser evitada, devido ao risco de contaminação por bactérias, protozoários e verminoses.

Doces, que também são prejudiciais  ao seres humanos, podem levar à obesidade, cáries, tártaro e diabetes mellitus em animais. Pior ainda se for chocolate, pois tem uma substancia que cães e gatos não conseguem metabolizar, o que pode acumular no organismo e ser até mesmo tóxico em grande quantidade.

Sobras de comida também são péssimos para os nossos animais. A maior parte das sobras de comida é composta por carboidratos, e cães e gatos necessitam principalmente de proteína e gordura na dieta. Não devem de forma alguma substituir a refeição principal.

As consequências de uma alimentação não balanceada podem ser sérias, causando desnutrição, anemia, deficiência de vitaminas e minerais, problemas de pele, entre outros. Se você não quiser alimentar o seu animal com rações já prontas, a comida caseira é uma opção. Recomenda-se que seja procurada a orientação de um veterinário, que ajudará a montar o cardápio ideal, mas exige tempo, precisão e dedicação.

Cuidado também com o excesso de comida. Para escolher a melhor ração ou o alimento mais indicado para o seu bichinho o ideal é consultar um veterinário. Apesar de apresentarem, em geral, necessidades nutricionais semelhantes, há os que necessitam de uma alimentação diferenciada.

 

Compartilhe

Posts recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *