Curiosidades “nutritivas” do mundo canino

cachorro comida curiosidades

Muita gente chega ao consultório veterinário com uma série de crendices em mente. Vamos aqui tentar desmistificar algumas e esclarecer outras.
Essa história de dizer que as rações industrializadas dão câncer não é comprovada. Não existem estudos científicos que comprovem isso e, portanto, não pode ser afirmado. Existem estudos indicando que a dieta pode interferir no surgimento de cânceres ao longo da vida de pessoas, e isso sim talvez possamos extrapolar para os animais!

A vitamina A, por exemplo, principalmente aquela oriunda de alimentos ricos em carotenos, como a cenoura, parece reduzir a incidência de câncer de pulmão nos seres humanos. Mas já a gordura, principalmente a insaturada, parece influenciar na aparição do câncer de mama em mulheres e de próstata em homens

1. A vitamina E e o selênio também aparecem como bons mocinhos desta história, com a redução da incidência de câncer em uma população específica de chineses

2. Outra informação relevante é a de que os produtos de origem animal são potencialmente carcinogênicos, ou seja, podem aumentar a chance de se ter câncer. E isso é explicado principalmente pela maneira como esta proteína é preparada (forma de cozimento). Alguns compostos produzidos durante o preparo de carnes parecem ser responsáveis por esse fator, e a alimentação com fibras e frutas pode impedir a ação dessas substâncias cancerígenas, aumentando a velocidade que a comida “caminha” pelos intestinos e reduzindo o contato dos compostos da carne com a parede intestinal

3. Devemos também lembrar que a expectativa de vida dos animais domésticos tem aumentado ao longo dos anos, assim como a do ser humano, já que os avanços nos tratamentos médicos e as novas terapias estão elevando a expectativa de vida das populações tanto dos humanos quanto dos animais, e dessa forma aumentando a possibilidade de desenvolvimento de quadros de câncer.
Outra novidade científica ainda pouco explorada, mas também potencialmente responsável por esse aumento na incidência de câncer é o fator “stress” no mundo animal. O stress comprovadamente aumenta a chance do aparecimento de tumores malignos4 e cães e gatos estressados, não exercitados e constantemente reprimidos (instintos) podem sim aumentar as chances de desenvolvimento desta síndrome.

A informação é a melhor arma na prevenção, no tratamento e na cura!

Espero ter ajudado um pouco mais os donos de cães e gatos a entenderem o mundo de seus queridos amigos peludos!
Um abraço


Referências:

  1. Role of diet in cancer incidence in Hawaii.

Cancer Res. 1983 May;43(5 Suppl):2397s-2402s.

Autores:

Kolonel LN, Nomura AM, Hinds MW, et. al

  1. Nutrition Intervention Trials in Linxian, China: Supplementation With Specific Vitamin/Mineral Combinations, Cancer Incidence, and Disease-Specific Mortality in the General Population

JNCI J Natl Cancer Inst, Volume85, Issue18, Pp. 1483-1491

Autores:

William J. Blot, Jun-Yao Li, Philip R. Taylor, et. al

  1. The Cancer Project: Cancer prevention and survival – Cancer Facts – Meat consumption and cancer risk

Autores:
Comitê de médicos para a medicina responsável

  1. Psychological Stress and Cancer: Questions and Answers. National Cancer Institute.

 

Compartilhe

Posts recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *