Acupuntura animal: cuidando das sete vidas

gato cuidado gatos

Os gatinhos também podem e devem se beneficiar dos tratamentos de especialidades veterinárias que hoje estão disponíveis. A acupuntura animal é uma delas. A técnica é muito bem recomendada para esses bichinhos.

Com a menor incidência de casos de paralisia por problemas de coluna, muitos desses pacientes felinos acabam sendo encaminhados ao consultório de acupuntura veterinária tardiamente.

Alterações comportamentais

Observe se o seu gato deixou de subir em móveis, se está comendo com mais dificuldade no pratinho no chão, se tem momentos de dor ao defecar e urinar ou se apresenta comportamento triste e anti-social. Quanto mais cedo forem detectadas alterações comportamentais, como essas que são ligadas a problemas ósteo-musculares, melhor. Com tratamento adequado, rapidamente os nossos amigos peludos saltitantes voltarão ao normal.

O posicionamento “diferente” ao descansar também pode ser representativo de uma alteração postural por dor, e também é passível de tratamento com acupuntura, massagens e fitoterapia chinesa.

 

Problemas de saúde

Os animais que sofrem de insuficiência renal e cálculos uretrais ou na bexiga também podem ser beneficiados com nossos tratamentos medicinais chineses.

Há algumas raças de gatos (Persa, Maine Coon, Birmanês, etc.) que, como os cães, possuem uma incidência maior de displasia coxofemoral. Por conta disso, possuem uma incongruência da articulação do osso da “bacia” com o fêmur e assim sentem dor e até mesmo deixam de se locomover de maneira adequada. Esses felinos também podem ser tratados com acupuntura animal e ter sua qualidade de vida melhorada significantemente.

Sobrepeso

Os gordinhos também não ficam de fora! Assim como os cães com sobrepeso, estes animais possuem uma maior tendência a alterações e dores ósseas e musculares. Portanto, além do controle do peso, vale a pena fazer uma consulta com um especialista em acupuntura veterinária para avaliar o nível de dor que seu gordinho peludo já possui, e tratá-lo.

Tenham uma ótima semana!

 

Fontes:

www.mainecoon-info.com;

Milken, V M F. ESTUDO RADIOGRÁFICO COMPARATIVO DA DISPLASIA COXOFEMORAL ENTRE GATOS DA RAÇA PERSA E SEM RAÇA DEFINIDA, 2007, tese de doutorado Botucatu/SP

 

 

Compartilhe

Posts recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *