Acupuntura em gatos! É possível?

acupuntura em gatos

Caso você esteja pensando que acupuntura em cães já parece algo difícil, e que em gatos então… Impossível! Continue lendo, pois esse texto irá quebrar alguns tabus em sua cabeça.

A acupuntura veterinária, técnica milenar chinesa, que já está há algum tempo disponível em São Paulo, para os tutores de animais que gostam de uma linha de tratamento mais natural e global, tem sido aplicada em tratamentos das mais diversas enfermidades, tanto em cães, cavalos, como também nos gatos. Isso mesmo, os bichanos estão aderindo cada vez mais a essa linha de tratamento multidisciplinar e integrativa.

Mesmo essa espécie não tendo tantos casos de problemas de coluna como os cães, temos uma população felina ficando cada vez mais idosa e necessitando de tratamentos menos invasivos e lesivos ao organismo. E é aí que a acupuntura entra! Ela tem se tornado o tratamento de escolha para esses animais, pois alia uma terapia global com a redução de medicações, e algumas vezes com a melhora de quadros crônicos de difícil tratamento, como é o caso da doença renal crônica.

    Além dos inúmeros casos de insuficiência renal em gatos que temos atendido aqui na Flor de Lótus Acupuntura Veterinária, temos exemplos de uma grande gama de patologias crônicas, como alterações intestinais, como o megacólon e a retenção fecal, alterações urinárias, como cálculos e incontinências, alterações hormonais, como a Diabetes e as alterações respiratórias, como a asma felina. Além dos casos de coluna e artroses que acometem frequentemente nossos bichanos mais “maduros”.

    Alguns desses tratamentos podem ser feitos com agulhas apenas, outros com a eletroacupuntura, moxabustão, laserpuntura e/ou até mesmo por meio de aplicações de substâncias, como vitaminas, nos pontos de acupuntura. Dessa forma, independente da índole do felino, conseguimos abordar o tratamento de um jeito ou de outro.

    No entanto, ao contrário do que devem pensar, na maior parte das vezes os animais deixam-se agulhar tranquilamente, ficando durante toda a sessão de acupuntura muito relaxados, chegando a dormir durante seus 20 a 30 minutos de duração.

Alguns ajustes em casa, relacionados ao manejo e dieta, podem ser sugeridos pelos especialistas em acupuntura, pois, como no caso dos cães, os gatos também podem ficar sujeitos às doenças que o meio proporciona.

Por exemplo, felinos que vivem em ambientes de pessoas fumantes, possuem propensão ao desenvolvimento de problemas respiratórios. Outro dado interessante são os animais que vivem em lares com diversos outros animais, e que algumas vezes retêm urina ou fezes por causa do número insuficiente de área de “banheiros” limpos disponíveis. A alimentação, principalmente em excesso, também tem se mostrado uma grande vilã nos casos de obesidade e problemas hormonais, como o Diabetes Melitus. E por último, mas não menos importante, alguns hábitos de mobilidade, como saltar de ou para grandes alturas, também pode ser um fator importante no desenvolvimento de um problema de coluna.

Dessa forma, aliando uma terapia integrativa, multidisciplinar e holística, conseguimos uma melhora orgânica e, consequentemente, da qualidade de vida dos bichanos em questão.

 

 

Compartilhe

Posts recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *